domingo, 2 de agosto de 2009


"... Minha filha é muito precoce: Compreende tudo e dá cada palpite... Parece até gente grande!"

Não, não lhe posso dar parabéns por uma situação que creio ser até grave. Uma menina de cinco anos que fala como gente grande (em tom de gente grande), que faz comentários sobre escândalos sociais, que dá palpites sobre a vida alheia (acompanhado dos respectivos muchochos..."Hum, sei não..."), sofisticada, preciosa e distante, é mesmo um caso digno de lástima.

Onde estão suas bonecas? As suas panelinhas de plástico e o seu fogãozinho de brinquedo? Diz a sra. que ela prefere o vidrinho de esmalte e que já sabe cobrir de vermelho as pequeninas unhas (lamentável!). Que ao invés de revistas infantis prefere as femininas adultas e que suspira virando os olhos ao ouvir os discos dos cantores românticos da moda.

É possível que a sra. não sinta a monstruosidade do que está permitindo, e não só permitindo mas até estimulando?
Então não lhe se apercebe a sra. que a pobre criança está sendo completamente estragada pelo seu egoísmo, pela sua companhia e exemplo? Privando-a de ter amizades com outras crianças da sua idade, mantém a sra. a sua filhinha trancada no seu lindíssimo apartamento. A sra. é a sua companheira (uma "criança" demasiado crescida e igualmente mal educada) mas ao invés de descer até à menina que faz a senhora? "Oh filhinha sente-se aí no divã, mas com elegância... (parece que vejo a cena) vou lhe contar o que foi a festa de ontem..." E patati-patatá lá vai a sra. falando à menina como se estivesse fazendo com uma pessoa da sua idade.
Quando as suas amigas visitam-na sua filha escuta "edificantes" conversas. A princípio, de olhos esbugalhados e tìmidamente receptiva. Agora, entretanto, as experiências de tanto repetidas já a fazem sentir-se como alguém da mesma roda e, foi não foi, lá sai uma das suas... A sra., orgulhosa com o aparte, ainda realça o feito e as suas amigas, em coro, acham que a garotinha "é formidável", que "promete", etc.

Tudo é profundamente triste, sinto muito. "Se os pais fossem educados, gerariam filhos educados" Esta é uma sentença dum moralista. É um verso de Goethe.

A sra. não gosta de crianças barulhentas, "infantis". Adora o ar de madureza que sua garotinha ostenta, o seu jeitinho de manter a cabeça erguida e ligeiramente inclinada para a esquerda, o seu preciosismo, sei lá o que mais, e veste-a com miniaturas dos seus próprios vestidos, com cópias dos seus pijamas, da sua camisola, do seu "tailleur".

Mas o que na realidade acontece é que a sra. adora a si própria, e o seu narcisismo é tamanho que lhe impõe "ver-se" na sua própria filha. A sra. se enternece como se estivesse vendo a si mesma: daí ter transformado a sua menina numa cópia viva da sua própria pessoa, incutindo-lhe todos os seus defeitos, o seu dengo, o seu ar de gata de alta linhagem que não dá muita "bola" a quem que que seja. E cortando na vida de sua filha todas as expansões próprias à sua fase infantil, lhe está a sra. impondo uma falsa maturidade, violentando a natureza e tentando artificialmente suprir aquilo que só o tempo pode fazer.

As conseqüências dessa sua errada atitude não tardarão a aparecer. Então dirá a sra. que sua filhinha "também" sofre dos nervos, que tal como a sra. é nervosíssima, (..."é uma pilha"!) e, como a sra. ela terá então o "seu" médico, e tudo caminhará na forma da rotina.

Escute aqui: reeducá-la aos 35 anos vai ser muito difícil, e muito mais ainda porque a sra. não deseja reeducar-se. Não, isto não é uma "manie de perfection" (não é de todo mau o seu francês...) o que, como extremo oposto, seria igualmente condenável. Mas com a sra. tudo tem que ser 8 ou 80? Não existe uma maneira de afastá-la do exagêro que cerca sempre todas as suas decisões? Pare com a deformação que vem operando com sua filha. Não que as coisas se modifiquem, logo em seguida. Acho mesmo que a sra. estragou definitivamente a criança.

Pode-se entretanto, tentar atenuar o mal que já foi feito. Leve-a a um Jardim da Infância, promova a aproximação com outras meninas, dê-lhe brinquedos próprios à sua idade e, pouco a pouco, quem sabe?, pode ser que a situação se corrija. Se não pode passar sem as suas reuniões costumeiras, onde a vida alheia e as torradas com chá tem largo consumo, continue a promovê-las.

Evite, no entanto, que a sua filha assista o massacre das reputações, os comentários maliciosos, e não pronuncie, na sua presença, as suas costumeiras frases dúbias ou a última criação da gíria carioca. Considere que seu dever é educar sua filha. E isto que vem fazendo não é educar.

Não, a sra. não foi também educada, e tudo é tão artificial na sua própria personalidade que lhe parece absurdo ser natural, simples e espontânea. Mas se o amor de mãe ainda existe em seu coração, então reflita que deve colocar o destino da sua filha acima do seu e fazer por ela o que seus pais, infelizmente, não fizeram por você.




--------------------------------------------------------------------------------



Fonte: Prof. Gonçalves Fernandes
Da Faculdade de Ciências Médicas - Chefe da Seção da Ortofrenia e Higiene Mental do Depto. de Saúde Pública de Pernambuco.
Para a Revista do Ensino - Porto Alegre - Brasil.


--------------------------------------------------------------------------------



Ele é incapaz de tomar qualquer iniciativa sem a ajuda da mãe...
Algumas mães ou pais, cercam os filhos de tal modo que eles praticamente não tem vida própria... Vejam este interessante caso.


Não entendo porque meu filho é tão tímido e tem medo de gente...
Pode a superproteção materna causar algum dano emocional à criança?


Ele só gosta de dormir na minha cama comigo... Não tem jeito
O que fazer quando a criança é muito apegada à mãe e só quer dormir na mesma cama junto a ela?


Crianças que se comportam como gente grande...Serão precoces...?
Eis um caso de uma filha que se comporta como gente grande e age como adulto. Será que é porque ela é uma criança diferente das outras, mais inteligente, muito além do seu tempo, superior às outras?


É um verdadeiro drama fazer esse menino dormir...
O caso de uma criança que reluta em ir pra cama dormir.

Crianças: Criando uma Mente Saudável
--------------------------------------------------------------------------------


A Criança e a Autoestima
Criatividade não significa estar apto a repetir, a imitar, a decorar pantomimas para depois praticá-las como se fossem habilidades. Podemos ter idéias, mas isso na verdade reflete apenas uma diferente forma de se ver algo já existente.

Aprendendo a Pensar
Será que você já parou para se perguntar porquê pensa? A capacidade de pensar, todo ser humano possui como potencial, e isso não depende de suas vontades, ou de aprendizado algum. Já para se construir um pensamento, esse mesmo ser humano, precisa de informações, precisa de experiência, necessita da lembrança das suas memórias...

A Criança e a Disciplina
Não podemos pensar como uma criança, nosso condicionamento já nos fez esquecer disso. Podemos estudar seus comportamentos, seu modo de pensar não. Estudar seus comportamentos não é a mesma coisa que saber como pensam, apesar de acharmos que sim.

O Educador e a Educação
Vejam quantos anos e rigor se exige para que um advogado, engenheiro, ou outro profissional qualquer, seja autorizado a exercer sua função. No entanto, para se exercer a função de pai, falamos do casal, que deveria ser o mais importante papel dentro de uma sociedade criativa, sensata, justa, nenhum pré-requisito é exigido.

A Criança e a Vocação
A juventude é a melhor época para se investigar, questionar qualquer coisa. Uma mente adulta não possui esse interesse, está na maioria das vezes já cristalizada, morta, já se tornou embrutecida, opaca, e nada disso, nada que signifique mudança, é mais do seu interesse.

A Criança e a Timidez
A timidez também se aprende, ela não nasce como parte integrante do ser. A criança tímida aprendeu a ser assim. Trata-se de mais um comportamento pré-fabricado, dentre tantos que existem para rotular os indivíduos, lhes dar identidade.

A Criança e os Hábitos - Parte 1
A criança aprende através da imitação, isto quer dizer que, vendo o exemplo dos outros, sejam hábitos ou gestos simples como pegar e segurar objetos, ela acabará por se tornar um “hábil” qualquer coisa.

A Criança e os Hábitos - Parte 2
Uma criança não aprende um vício sem uma fonte de referência, um modelo que lhe sirva de orientação. Isto é, um vício não nasce como predisposição de berço, ou fatalidade genética como muitos nos querem fazer crer, isto lhe será ensinado.

A Criança e os Hábitos - Parte 3
Condenar uma criança por um erro cometido, especialmente diante dos seus colegas, é o mesmo que sentenciar aquele futuro adulto à dependência completa de aprovação, ou insegurança psicológica, o que significa dizer, alguém violento, com dificuldade de ter relacionamentos duradouros.

A Criança e os Hábitos - Parte 4
Saber perder e saber ganhar, deveria ser, senão a mais importante, uma das mais valorosas lições de vida, que poderíamos deixar como herança edificante para um filho, ou aluno. Isso, ao contrário do que muitos pensam, se aprende.

As Formas do Medo
Explicar aos nossos filhos, desde cedo, como nós pais, ou adultos, criamos a maioria das causas dos seus medos, com a intenção de controlá-los, é de vital importância, e um gesto de coragem e honestidade.

APAIXONADA POR JESUS E ELE POR MIM

JOGRAL

___________________________________________________________________________Jogral - O Nome de Jesus
Todos - Muito antes do Messias À terra vir habitar Seu Pai procurou com amor Um lindo nome lhe dar.
1 - Seu nome será Maravilhoso,Porque maravilhas ele fará, Fará prodígios e curas, Até mortos ressuscitará.
2 - Seu nome será Conselheiro Porque conselhos dará,Através de sermões e parábolas Que ao povo pregará.
3 - Seu nome será Deus Forte Pois a tudo vencerá Vencerá até a morte, Porque ressuscitará.
4 - Seu nome será Príncipe da PazPorque a paz pregará. E quem for pacificador Bem-aventurado será.
5 - Seu nome será Pai da Eternidade Porque eterno ele é.Ele estava no princípio com Deus Reconciliando o mundo através da fé.
6 - Seu nome será Emanuel,"Deus Conosco" - quer dizer.Quem o buscar de coração Ele pode socorrer.
7 - Seu nome será Cristo Porque será sofredor,Será ferido, humilhado E pregado numa cruz de horror.
Todos - JESUS - é o mais belo nome Acima de todos está.

SE NÃO AGRADA A DEUS TÔ FORA

SE NÃO AGRADA A DEUS TÔ FORA
DIGA NÃO AO HALLOWEEN